fbpx

Como proteger sua Rede Wi-Fi




Como era o mundo antes do WiFi? Se você nasceu depois de 1999 essa pergunta pode ser difícil de responder. 

A tecnologia que nós conhecemos hoje como WiFi começou a ser desenvolvida em 1989 mas se popularizou apenas a partir de 2008 no Brasil.

Isso significa que antes de 2008 era impossível acessar sites, ver vídeos e usar softwares a menos que o computador estivesse realmente conectado a um cabo de rede. 

Hoje em dia, se conectar a uma rede sem precisar usar nenhum tipo de cabo parece tão normal que muitas vezes suas vantagens – como poder usar a Internet em qualquer lugar e ter que organizar menos fios – sequer são percebidas.

Mas, como qualquer tecnologia, o WiFi também pode ser usado para realizar cibercrimes.

Por acaso você se lembra de quem configurou sua rede WiFi? Sabe quais configurações foram definidas e se a rede está segura? 

Talvez esta seja a pergunta mais importante: você sabe se alguém está usando indevidamente a sua conexão de Internet?

A rede WiFi e o roteador, aparelho que distribui o sinal da internet, funcionam como portas. Se estas portas não estiverem trancadas com as chaves certas, cibercriminosos podem acessar suas senhas, arquivos, fotos e documentos pessoais.

Por isso, confira 5 dicas para aumentar a segurança da sua rede WiFi e evitar que invadam sua privacidade:

  1. Altere o usuário e a senha de fábrica do roteador. Normalmente, estes aparelhos são configurados com o padrão de usuário e senha “admin“. A primeira camada de segurança que você pode habilitar é personalizar seu nome de usuário e alterar a senha utilizada – prefira senhas com pelo menos oito caracteres, letras maiúsculas e minúsculas, símbolos e números.
  1. Habilite a criptografia WPA/WPA. Estes tipos de criptografia são os protocolos de segurança mais avançados disponíveis para usuários domésticos. Eles foram desenvolvidos para aumentar a segurança das redes e diminuir a chance de ciberataques.
  1. Desative a função de acesso remoto através do seu roteador. Esta função permite que um usuário acesse os dados e aparelhos disponíveis em uma rede, mesmo sem estar fisicamente no raio de alcance do sinal de WiFi. 
  1. Oculte sua rede da lista de conexões disponíveis. Aparelhos com conexão WiFi podem identificar as redes disponíveis até uma determinada distância. É recomendado que você acesse seu roteador e desabilite a exibição da sua conexão à internet. Isso significa que será necessário digitar manualmente o nome e a senha da rede quando você desejar conectar um novo dispositivo, mas é uma opção inteligente trocando a praticidade por uma maior segurança. 
  1. Habilite o filtro de conexão à rede usando o endereço MAC dos aparelhos. Cada aparelho possui um código exclusivo e inalterável, um tipo de CPF de conexão à rede WiFi, conhecido como endereço MAC. A maioria dos roteadores permite que você determine quais endereços MAC podem se conectar à sua rede WiFi. 

Antes de fazer essa alteração você deverá identificar todos os endereços usados pelos seus aparelhos e incluir manualmente nas configurações do roteador.

Ativando essa camada de segurança, será necessário incluir manualmente o endereço de MAC de um novo aparelho para poder conectá-lo à rede WiFi.

Configurações de rede WiFi e camadas de segurança são essenciais para garantir a privacidade dos seus dados e evitar perdas na velocidade da Internet, mas para estar totalmente pronto para os desafios da cibersegurança, você precisa de um aprendizado de verdade que garanta o seu sucesso na área.

Por isso, a HackerSec desenvolveu um conteúdo exclusivo para ensinar a qualquer pessoa como garantir a segurança de redes, descobrir se existem invasores e defender suas conexões de ciberataques. 

Você pode aprender na prática como identificar e corrigir vulnerabilidades de qualquer tipo e em qualquer ambiente – desde uma conexão doméstica até redes complexas de empresas multinacionais.

Confira o nosso site e descubra o que a HackerSec preparou para tornar você um expert em cibersegurança.




Menu